terça-feira, 24 de março de 2009

Prós e Contras: A Goleada da Crise

Neste Portugal histérico e doente, o futebol português tem um único emblema de qualidade, de competência e de verdade desportiva, o Futebol Clube do Porto, cujo curriculum na Taça dos Campeões é comparável ao do Manchester. Os outros dois chamados grandes clubes portugueses, o Benfica e o Sporting, não fazem jogo limpo: praticam sistematicamente anti-jogo e jogo manhoso e agressivo, sobretudo quando disputam com o FCPorto, e, no caso do Benfica, tentam pressionar e intimidar os árbitros e recorrem à secretária nacional e internacional, de modo a obter o que não conseguem conquistar no campo. Os arqui-rivais do FCPorto habituaram-se a viver da corrupção e da mentira fabricada e difundida pelos mass media lisboetas. Quando jogam nas Taças europeias perdem consecutivamente e, em vez de pararem para pensar nas suas pesadas derrotas internacionais que aporcalham o futebol português, regressam aos seus esquemas nacionais corrompidos: jogo sujo, anti-jogo, jogo manhoso, jogo agressivo, intimidação dos árbitros, difusão de falsa propaganda, movimentações criminosas de bastidores, tráfego de influência, fabricação sistemática de mentiras, má gestão desportiva, erros graves de gestão, troca de favores, conspirações legiformes, enfim muita histeria de vencidos e fracassados na vida. A diferença entre o FCPorto e os clubes lisboetas é a diferença entre a cultura do mérito e a cultura da manha e da corrupção: os jogadores do Porto rendem milhões, porque não são formados na manha, precisamente a manha que leva os jogadores dos clubes rivais a ser humilhados nos jogos europeus. Justificar a manha dos jogadores é contribuir activamente para a produção de homens fracassados.
O jogo final da Taça da Liga revela precisamente a face da chamada corrupção no futebol português: uma face absolutamente encarnada que vence uma taça, não por mérito desportivo, mas por ter beneficiado de um erro crasso de arbitragem. Filipe Soares Franco (Presidente do Sporting) acordou do seu longo sono encarnado e, reagindo à conferência de imprensa do Benfica, afirmou que este clube "não tem moral para falar do Sporting" e muito menos da "verdade desportiva": um "clube arauto da verdade desportiva, cujo presidente comentou a escolha do árbitro do jogo e pediu controle anti-doping", não tem autoridade moral. Soares Franco deixou finalmente de acreditar na luta levada a cabo pela direcção do Benfica em prole da "verdade desportiva", porque sentiu ontem na carne a natureza dessa luta: garantir por meios ilegítimos alguma falsa vitória. O Sporting foi mais uma vez enganado pelo Benfica e, se não estiver atento, deixa escapar o segundo lugar para os encarnados. Em face desse "desrespeito pelo Sporting" devido à "incompetência" de Vítor Pereira (entre outros nomeados), o Sporting tirou o aval à Liga, abandonando a direcção da Liga e acusando de modo dúbio o seu presidente, Hermínio Loureiro, de não ter sabido convocar assembleias gerais. Apesar de ter recebido hoje um telefonema de Hermínio Loureiro, como tinha dito no programa "O Dia Seguinte" (SICNotícias), Soares Franco exige a abertura de um inquérito público para apurar responsabilidades. António Oliveira (Presidente do Estrela da Amadora) recordou que o seu clube tinha sido afastado de Taças anteriores por causa de erros de arbitragem que favoreciam o Benfica. O problema estrutural do futebol chama-se Benfica, o clube que imaginou um passado de glória e que apregoa ser o maior clube nacional, quando na verdade o seu curriculum não abona a favor desses delírios de grandeza. Graças às vitórias europeias do FCPorto, teve a oportunidade de participar na Taça UEFA e, no entanto, acabou por ser derrotado e humilhado, sem conseguir manter por mérito próprio a sua presença. Este é o clube glorioso dos jogos sujos de bastidores e de secretaria: reivindica em nome de falsas glórias passadas aquilo que não consegue conquistar por mérito próprio. Enquanto este mito paranóico não for desmistificado e banido, o futebol nacional continua a transportar a marca do Salazarismo e da inverdade desportiva: o Benfica é uma mentira monstruosa. Apesar de ter sido vítima da conspiração encarnada, o Boavista vai realizar um jogo com o Benfica patrocinado pela PT (salvo erro): a sua situação de desespero financeiro pode justificar a busca de novas fontes de financiamento, mas a participação encarnada não é inocente, até porque, como Álvaro Braga Júnior (Presidente do Boavista) devia saber, o Benfica na sua luta escura pela inverdade desportiva ajudou a despromoção do seu clube, de modo a destruir a solidariedade das pessoas do Norte.
Prós e Contras (23 de Março de 2009) foi dedicado aos efeitos da crise financeira e económica sobre o futebol nacional, mas acabou por ser dominado pelo final da Taça da Liga, tal como sucedeu ontem e voltou a suceder hoje em quase todos os canais de televisão, apesar do FCPorto ter jogado ontem e ter visto um golo anulado por erro de arbitragem. Soares Franco tem toda a razão quando acusa o jornalismo desportivo de estar a desprestigiar o futebol português, ou, para sermos mais rigorosos, o FCPorto, fabricando uma teia de mentiras e de calúnias e montando durante anos consecutivos uma cabala movida contra o FCPorto, Pinto da Costa e o Norte. De facto, a incompetência da maior parte dos jornalistas e comentadores desportivos alinhados na cor encarnada está a criar um péssimo ambiente em torno do futebol, muitas vezes incentivando a violência entre os adeptos dos clubes. José Manuel Delgado (A Bola) reagiu, considerando "a posição do Sporting exagerada" e defendendo a penalização do tráfego de influências, aquilo que muitos jornalistas desportivos fazem diariamente, em nome da defesa da verdade desportiva (qual?) e da utilização das novas tecnologias no futebol (Rui Santos), como se fossem treinadores, árbitros e gestores desportivos. O resultado destes abusos jornalísticos é a corrupção instalada em Lisboa, isto é, a tentativa louca de reduzir o futebol nacional a dois clubes que se confrontam no Estádio do Jamor, a sala de visitas da capital. (O benfiquista da SIC afirmou que o FCPorto não pode jogar no Jamor, porque este pertence ao Benfica e ao Sporting, os únicos clubes que podem legitimamente disputar a Taça de Portugal, dado o FCPorto ser estrangeiro!) Fátima Campos Ferreira tematizou esta interferência nefasta e criminosa do jornalismo da inverdade desportiva nestes termos: os jornalistas desportivos estão para os clubes de futebol (isto é, para o FCPorto e outros do Norte) como os especuladores financeiros estão para a crise financeira. Ambos os grupos criaram bolhas: os primeiros, a bolha da corrupção desportiva encarnada, e os segundos, a bolha financeira.
No entanto, nem todos os jornalistas são fabricadores natos de mentiras: António Tadeia (O Jogo) acusou a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga de não terem realizado um diagnóstico da crise do futebol nacional e daí provavelmente a declinação dos convites para participar neste debate. Na sua perspectiva, existem duas crises, uma que já vem de trás e outra que decorre da actual crise financeira e económica, destacando três aspectos: o mercado português é muito pequeno e, por isso, as receitas são escassas (1); não existe um mercado interno capaz de transaccionar jogadores entre os clubes (2); e o modelo de negócio deve ser melhorado a diversos níveis (3). Para Domingos Soares de Oliveira (SAD do Benfica), a actual crise impede o acesso ao crédito bancário, obrigando os clubes a vender os seus activos, embora os do seu clube não lhe pertençam totalmente. A frustração de não ter garantido a presença na Liga dos Campeões e na Taça UEFA, privou o seu clube destas verbas, o que agrava a sua precária situação financeira, embora permaneça optimista. O problema estruturante dos encarnados leva-os a recorrer à secretaria. Soares Franco defendeu que a situação do Sporting não é tão preocupante quanto dizem. Porém, a verdade é que o FCPorto é o único dos chamados grandes que está em melhor situação financeira. Alguns emblemas desportivos estão à beira da falência, porque viveram e vivem acima das suas possibilidades: Estrela da Amadora, União de Leiria e Setúbal, entre outros, deixaram de pagar aos seus jogadores. Joaquim Evangelista (Sindicado dos Jogadores) denunciou a concorrência desleal imposta pelos grandes, obrigando os jogadores dos clubes em situação precária a competir num plano desigual. A Liga mais não é do que uma espécie de patronato controlado pelos três grandes clubes nacionais. O futebol é extremamente fechado e os grandes não são dados ao associativismo, preferindo resolver os seus próprios interesses em detrimento do todo. Vasco Pinto Leite (União de Leiria) defendeu a abaixamento dos ordenados para fazer face à crise e António Oliveira criticou a protecção dos clubes grandes em detrimento dos clubes mais pequenos. Álvaro Braga Júnior reforçou a ideia de que os clubes não devem ter tratamento de excepção, mas sim tratamento excepcional devido à crise. Enfim, muita treta...
O futebol português vive diversas crises, cuja inteligibilidade reside na conspiração liderada e orquestrada pelo Benfica que procura usar a Liga para garantir falsas vitórias. Este é o problema estrutural do futebol português: habituado a vencer na secretaria, o Benfica e os seus mass media procuram implementar reformas desportivas que lhe garantam a acumulação de falsas taças que exibem no seu museu da incompetência e da inverdade desportiva. O Benfica é a vergonha nacional: não é um clube grande no mérito, mas na derrota e na frustração. A prova da sua inverdade desportiva reside nas suas derrotas europeias. Sem a ajudinha dos esquemas corruptos nacionais, os arqui-inimigos do FCPorto perdem sistematicamente e, se o futebol português dependesse deles, não teria qualquer prestígio internacional. Eles personificam a corrupção nacional sediada em Lisboa: a sua verdade desportiva é sinónimo de mentira desportiva. A sua luta não é a luta pela transparência, mas a luta pela manutenção do status quo que lhes permitiu, durante os tempos sombrios do fascismo, vencer sem mérito. E não adianta recorrer à figura de José Mourinho, porque este foi peremptório quando disse que a melhor equipa que treinou foi a do FCPorto: nenhum campeão nato deseja ser envolvido nas mentiras dos corruptos e dos fracassados. Os arqui-rivais do FCPorto produzem fracassos em série, treinadores, gestores e jogadores, acreditando nas suas próprias mentiras. Perderam o juízo e o seu lugar natural é num hospício de alienados mentais.
J Francisco Saraiva de Sousa

43 comentários:

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Enfim, os clubes lisboetas não têm psicologia saudável de campeões, mas de trapalhões corruptos: eis o mal do futebol nacional agravado pelas conspirações jornalísticas.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Salvo raras excepções, o jornalismo desportivo português é o jornalismo da mentira benfiquista e moura. Não é imparcial, mas clubístico e corrupto. Verdade é palavra que não faz parte do seu vocabulário.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

O comentador benfiquista da SIC tem maus genes, a avaliar pelos traços faciais: revelam muitos parasitas e talvez alguma anomalia cognitiva.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Os jornalistas intriguistas e invejosos colocam a questão de saber se Jesualdo Ferreira vai continuar a treinar o Porto, mas a decisão cabe a Pinto da Costa. Mas não vejo necessidade de mudar de treinador: vitórias consecutivas...

Ah, os traços faciais são fundamentais para fundamentar uma boa escolha e os jornalistas encarnados revelam ser má escolha profissional.

Aveugle.Papillon disse...

Ahahaha!

E o Francisco tem bons genes? Quais são os traços faciais q os indiciam???


Sim, estou a gozar consigo.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Ya, esses estudos das faces está a avançar. Quando tiver tempo e operacional, vou tentar editar uns modelos. Não sei se preciso pedir autorização, mas acho que posso divulgar.

Ya, tenho em geral bons genes, talvez um ou outro mais deletério, mas no geral escapam. :)

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Assimetria/simetria faciais, o esquema dos olhos, as expressões, os narizes e outros aspectos tais como o brilho da pele. Um rosto assimétrico indicia muita coisa... É mais fácil explicar com as fotos.

Aveugle.Papillon disse...

Sim, se o caríssimo dissesse o contrário, seria de estranhar...

Fico à espera da análise com fotos! Podia fazer uma análise com a sua própria foto, essa n precisa de autorização e seria altamente propedêutico.

João Pedro disse...

O FCPorto com verdade desportiva? Só pode estar a gozar! É mas é o símbolo da total impunidades, do incitamento ao ódio, do ataque mesquinho e do eterno complexo de inferioridade! é o clube que só subiu na vida comprando ou pagando férias a árbitros, agredindo jornalistas, lançando as suas claques para intimidar adversários, e até magistrados encarregues de vigiar o Apito Dourado! Se quer falar na Taça da Liga eu lembro a supertaça roubado ao Benfica em plenas Antas, em que anularam sem qualquer raxzão o golo da vitória ao Benfica, e aí o árbitro não veio pedir desculpa nenhuma! Tal como os que ao laongo dos anos impediram sempre que o Porto saísse derrotado em casa, como ainda se viu há tempos com o penalty inventado por Lisandro.
E ainda diz que em número de taças o Porto está ao nível do Manchester. claro, o Benfica não está! Belos conhecimentos de futebol, não haja dúvida.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Claro que o Benfica não está ao nível do Manchester: foi logo eliminado, sem dar luta. O Benfica só sabe jogar na secretaria e, mesmo aí, joga mal. O jogo com o Sporting mostrou bem qual o tipo de verdade desportiva defendida pelos encarnados: um troféu assente numa invenção, num erro de arbitragem.

No último jogo do Porto, foram anulados dois golos ao Porto: o golo do Lisandro e o penalty feito contra o Lisandro. No entanto, não andamos por aí a responsabilizar os árbitros. Só os fracos e comprometidos fazem isso!

O Porto nunca foi um clube do regime fascista: é o emblema da Cidade do Porto. Luta limpo... e o Apito Dourado é uma mentira inventada por invejosos... Todos sabemos isso: demasiado evidente. No Estádio do Dragão quem manda são os dragões!

Mas não andamos a incendiar autocarros, como sucedeu em Lisboa com o transporte dos adeptos do Porto. Não espancamos pessoas nos aeroportos, nomeadamente empresários, nem sequer enviamos polícia para impedir que os portistas entrem em Lisboa. Um portuense digno é portista e liberal! Mas nunca salazarista ou fascista!

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Oi Else

Já estudei o meu rosto, submetendo-o a diversas modificações. E a foto escolhida é aquela que não foi modificada. Os bebés escolhem logo essa foto. Porquê? Porque tenho um rosto absolutamente simétrico e o modo como as sobrancelhas contornam o bordo ocular revela o meu tipo. Não indicia parasitas e com verdade, porque nunca fui alvo de um ataque de parasitas que me tivessem marcado. Isso é um sinal de saúde! E, jogando com outros traços, infere-se que tenho bons genes.

Mas longo que tenha tempo faço uma revisão desses estudos. E de outros marcadores somáticos.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Por exemplo, o Lisandro tem rosto simétrico, o que indicia as suas enormes competências desportivas invejadas pelos encarnados. Aliás, o FCPorto tem bons jogadores, os maiores: Meireles, Lucho, Bruno Alves... enfim, todos foram bem escolhidos e devem ter bons níveis de testosterona incrementados pelo sucesso e pelas vitórias. A endocrinologia ajuda a definir perfis psicológicos. :)

Fräulein Else disse...

Interessante o q me diz... de facto o Lisandro é muito atraente! :)

Fräulein Else disse...

Do Sporting gosto do Djaló... lol

Nem sei se ainda é do Sporting! Mas é liiiindo.

Fräulein Else disse...

E o Zidane... por exemplo. Tb é belo.

Enfim...

Fräulein Else disse...

E o Cristiano Ronaldo? É simétrico? Tem má pele, isso n é um problema endocrinológico? Mas é bom jogador. E tem um corpo perfeito.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Penso que o Ronaldo é simétrico, embora tenha esse problema de pele.

Estou a torcer pela selecção nacional: o treinador merece!

João Pedro disse...

«Claro que o Benfica não está ao nível do Manchester: foi logo eliminado, sem dar luta.»

Ai não? Para sua informação, o Benfica eliminou o Manchester em 2005/06, e depois o Liverpool. Isto é que é "não dar luta"?


O Porto nunca foi um clube do regime fascista: é o emblema da Cidade do Porto. Luta limpo... e o Apito Dourado é uma mentira inventada por invejosos»

Clubes do "regime fascista" não conheço, mas se os houve, de certeza que não era o Benfica, que se viu desalojado do seu estádio sem qualquer indemnização e em cujas instalações se reuniam opositores ao regime. Já o Porto conseguiu jogar finais da Taça em casa e na inauguração das Antas dedicou-o ao Estado Novo, com a presença de Salazar e Craveiro Lopes. Os mitos sem base que os suportem inventadas por Pedroto só colhem entre quem desconhece em absoluto a história.
O Apito Dourado pode ter mentiras pelo meio, mas não serão menores do que as desculpas de Pinto da Costa ao receber árbitros já nomeados em casa para lhes tratar de "problemas familiares" ou dos pagamentos feitos à irmã da ex-concubina para prestar declarações falsas.

«Mas não andamos a incendiar autocarros, como sucedeu em Lisboa com o transporte dos adeptos do Porto. Não espancamos pessoas nos aeroportos, nomeadamente empresários, nem sequer enviamos polícia para impedir que os portistas entrem em Lisboa. Um portuense digno é portista e liberal!»

Já espancaram pessoas no aeroporto, sim, pela sua brilhante claque, assim como jornalistas; assaltaram estações de serviço, defecaram em autocarros, andaram atrás de magistrados, e atacaram violenta e cobardemente meia dúzia de benfiquistas nos Aliados porque afirmavam que "a praça é nossa"! E não venha dizer que é mentira porque eu vi isso. Grande lição de dignidade e tolerância! E muito menos dizer que o portuense digno é portista, porque lá se vai a máscara do liberalismo que apregoa: os portuenses tanto podem ser portistas como boavisteiros, salgueiristas, benfiquistas, sportinguistas, do Progresso ou do Pasteleira. Assim como também pode haver lisboetas portistas. O Porto não pertence só aos portistas, por muito que achem que sim e que o sr. Pinto da Costa é o ditador absoluto! e saiba que em todos os pontos do Porto há benfiquistas, assim como nos arredores, têm direito a sê-lo e não são menos por isso.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

As pessoas da área metropolitana do Porto são predominantemente portistas e, com excepção do Boavista, os adeptos dos outros clubes locais tendem a ser portistas, sobretudo os de Salgueiros.

Sim, o Apito Dourado é uma imensa mentira e a Praça é dos portuenses, portanto, dos portistas que defendem os interesses do Norte e o seu desenvolvimento.

Quanto à história do Benfica, é fácil encontrar documentação que atesta a sua ligação orgânica com o fascismo. Ainda hoje descobrimos que, entre os adeptos nortistas do Benfica, existem caracteres regressivos, tais como analfabetismo, regressão cognifica, propensão para a mentira compulsiva, elevada criminalidade, arcaísmo, etc.

Acima de tudo defendo um Norte desenvolvido e esclarecido abrigado sob o prestígio internacional do FCPorto. Aliás, a UEFA acaba de enterrar o Apito, libertando a secretaria das mentiras encarnadas.

Fräulein Else disse...

Ya, o João Pedro tem razão, n sei qual é o Porto em que o F. vive, mas aquele que eu conheço convivem alegremente portistas e benfiquistas. Pensar de outra maneira é mesquinho e hipócrita.

E, depois, se os benfiquistas são analfabetos, o que diz do chefe da claque dos dragões? Um dos maiores trogloditas e meliantes à face de Portugal? Aliás, bem distintivo do que é o futebol...

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Por essa ordem de ideias, o que dizer das claques do Benfica e do Sporting: trogloditas. Mas dragões não gostam de encarnados e, de facto, a sua presença incomoda, devido à frustração e mau-humor contagiantes. :(

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Viva Pinto da Costa, o génio desportivo! Viva o FCPorto, o clube da alegria! Abaixo as mentiras dos encarnados e dos frustrados!

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

E não existem tantos benfiquistas como dizem: essa é outra mentira. Detesto mentiras...

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Aliás, o benfiquismo é um arcaísmo, uma sobrevivência do fascismo que vai morrendo à medida que as suas vítimas morrem. Hoje, os jovens nascem portistas: o futuro pertence ao FCPorto, o clube da esperança, da alegria e da liberdade. Ninguém hoje deseja ser masoquista: o espírito vitorioso do Porto move montanhas e contagia todos com alegria e óptima perspectiva de futuro. O Porto liberta e promete um futuro sem angústia. O Porto salva e traz saúde. O Porto luta, seduz, conquista, e traz taças internacionais. O Porto não chora, o Porto ri e muito... :)

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

O Porto é a promessa de um novo Portugal, não o Portugal chorão e masoquista, mas o Portugal sorridente, vencedor, empreendedor e conquistador. Deixamos o fado para os chorões/corruptos sulistas... O Porto dança, canta, encanta...

Aveugle.Papillon disse...

O F. é mesmo tonto.

Enfim... n insinue q sou mentirosa, n admito. Se quiser viver no País das Maravilhas, tudo bem, até achamos graça, e, pelos vistos, o F. precisa de viver no imaginário. Poupa no divã e nos anti-depressivos.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

E o Boavista já não tem praticamente adeptos, mais outra verdade encoberta. O Porto é azul!

Aveugle.Papillon disse...

E a classe do Sporting n é de trogloditas. São homens belos e charmosos. Ao contrário desse orangotango louro que de vez em quando grunhe na tv.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Quer que diga que existem muitos benfiquistas no Porto? Mas isso seria mentir... Basta fazer um inquérito nas escolas, onde cantam os hinos do Porto.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

A nossa claque comporta-se à altura das provocações das outras claques.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Hummm... na TV não vejo nada disso; pelo contrário, vejo macacos que não sabem falar... E aparece cada comentador sportinguista mais troglodita. Bem não tanto como alguns do Benfica. Mas os comentadores portistas, sim, são charmosos e inteligentes! :)

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Porque razão Belmiro de Azevedo construiu o tal colosso junto ao estádio da luz escura? Espírito de negócio aliado ao conhecimento da psicologia troglodita!

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

O Sporting tem um problema: a classe de que fala está envolvida nalgumas práticas (pelo menos, algumas figuras) condenadas após a irrupção desta crise. E o Benfica teve um presidente que foi preso devido a práticas corruptas. O Porto não tem nada disso: é azul como o céu!

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Nós portistas somos equidistantes: fingimos que acreditamos num dos arqui-rivais quando, na verdade, não acreditamos em nenhum, dado conhecermos as suas psicologias. Acreditamos em nós próprios e na nossa inteligência: o resto são batatas, como dizemos. :)

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Lisboa e sucesso não casam e, quando tentam, sai mula!

Aveugle.Papillon disse...

Ui! Tanta barbaridade pegada...
Ainda bem que os meus amigos e familiares do Porto n são tão mentecaptos. Assim, tenho sempre uma imagem positiva. :)

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Sim, foi uma "barbaridade pegada" a campanha que levaram a cabo contra o FCPorto e o Porto. Sobretudo a campanha transmitida pelos meios de comunicação social que funcionaram como porta-vozes de clubes que não assumem as suas próprias responsabilidades da situação que vivem. Em vez disso, preferem atribuir essas responsabilidades aos êxitos dos outros.

Ora, o facto é que, apesar de terem participado nos campeonatos europeus, não souberam tirar benefício disso, trazendo alegrias para os seus adeptos ou mesmo para Portugal. Esta discrepância material revela a mentira do seu discurso em prole da "verdade desportiva". Mas que verdade é essa? A sua própria impotência? A sua falta de mérito? Sacudir a sua própria responsabilidade para cima dos outros já não convence ninguém. O discurso da verdade desportiva visa criar uma mentira desportiva, levando o futebol à desgraça! Sim, barbaridade dos invejosos!

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Até porque basta confrontar os três dirigentes desportivos para constatar que apenas Pinto da Costa merece atenção e respeito pela sua superior inteligência! Outra inteligência foi Pedroto que, além de excelente treinador, foi um dos teóricos da mística portista que seduziu e conquistou o mundo.

Falta-nos construir um big Museu azul! É preciso pensar nisso e levar a cabo essa tarefa. É fundamental para o crescimento do FCPorto.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Até agora defendi a tese de que o FCPorto foi alvo de uma conspiração e justifiquei-a. Falta esclarecer a minha posição quanto à final da Taça da Liga.

1) O Benfica ganhou a taça da liga e isso é inquestionável: as leis são para ser cumpridas.

2) O penalty foi claramente um erro de arbitragem que poderia ter sido evitado naqueles dois minutos de indecisão. Talvez n tenha interferido no resultado, porque na altura o Sporting parecia controlar o jogo, podendo conservar a sua vantagem e vencer.

3) Embora não simpatize com o árbitro que já nos tirou uma taça de Portugal a favor do Sporting, por norma não sou daqueles que condenam a arbitragem. Todos cometemos erros: umas vezes beneficiamos, outras vezes somos prejudicados. Mas não temos outros árbitros e, em vez de os pressionar, deviamos procurar melhorar o seu desempenho. Pressões ajudam a distorcer as decisões dos árbitros.

4) Não sei se o erro foi premeditado ou não. Quem sabe que defenda a sua posição.

5) Não gostei do jogo, aliás muito violento, desrespeitador, manhoso, com muitas interrupções e paragens, falta de disciplina, enfim anti-jogo: um jogo muito fraco. Nesse aspecto, o árbitro não soube agir de modo a impor ordem e respeito: não puniu quando devia ter punido desde logo Luisão e depois tantos outros, entre os quais o que lhe deu o encontrão peitoral. Não gosto deste tipo de futebol.

6) Penso que todos gostaríamos mais do futebol português se essa agressividade, emotividade e manha fossem erradicadas do futebol nacional.

7) Quanto aos processos levantados contra certos sportinguistas, não tenho nada a dizer: aguardo o seu desenvolvimento.

8) Penso que a campanha moralista do Benfica mostra, neste caso, uma incongruência radical, embora pense que o Benfica não deve desculpas a ninguém. Venceu e está tudo dito. Devemos estar mais preocupados com o futuro e tentar melhorá-lo. E um modo de o fazer é deixar de pressionar os árbitros.

9) Lamento que a taça ainda não tenha chegado ao Estádio do Dragão. Estamos a concluir um campeonato e ainda não recebemos a taça conquistada no anterior, devido a um birra da Liga, que, neste aspecto, está a proceder de modo errado e perigosamente sectário. Rui Moreira tem referido isto constantemente no pontapé de saída (RTPN).

10) Sei que os benfiquistas sérios não estão completamente orgulhosos (eu também não estaria no caso do Porto em igual circunstância), mas compreendo a sua alegria de terem conquistado a taça.

Não voltarei a comentar este caso: está encerrado.

Lugones disse...

Caro J. Francisco Saraiva de Sousa, cheguei ao seu blog ao espreitar os links do "levitatis officina", e fi-lo em boa hora!
Este post e os comentários subsequentes são uma obra-prima do humor absurdo, um tipo de texto que aprecio bastante!
O seu humor deu-me umas boas gargalhadas, o que é, para mim, um excelente bálsamo para ter uma boa noite de sono.
Cumprimentos cordiais

Aveugle.Papillon disse...

Caro Lugones,

O amigo Francisco é maravilhoso. :)

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Oi amigos

Estou espantado com a entrevista de Quique Flores (penso ser este o seu nome): elogia o jogador do Porto, Hulk, como o melhor, capaz de jogar na liga espanhola ou inglesa. Das duas uma: ou ele pretende ser treinador do FCPorto ou é um espião. Neste caso, devemos ser solidários e não deixar sair facilmente os grandes jogadores do nosso pobre campeonato.

Ah, também fui contactado por uma editora espanhola interessada no meu blog, mas não sei escrever em espanhol, embora saiba a língua vizinha.

Hoje estou com dores no pé! :(

Aveugle.Papillon disse...

Isso é uma óptima notícia! Deveria aceitar! O melhor blog português deve ser divulgado e ainda ganhava dinheiro com isso. Os espanhóis se o descobriram é pq sabem ler português, logo, traduzem os seus artigos.