domingo, 20 de setembro de 2009

Manuel Alegre apoia José Sócrates


Ser ou não ser
Qualquer coisa está podre no Reino da Dinamarca.
Se os novos partem e ficam só os velhos
e se do sangue as mãos trazem a marcas
e os fantasmas regressam e há homens de joelhos
qualquer coisa está podre no Reino da Dinamarca.
Apodreceu o sol dentro de nós
apodreceu o vento em nossos braços.
Porque há sombras na sombra dos teus passos
há silêncios de morte em cada voz.
Ofélia-Pátria jaz branca de amor.
Entre salgueiros passa flutuando.
E anda Hamlet em nós por ela perguntando
entre ser e não ser firmeza indecisão.
Até quando? Até quando?
Já de esperar se desespera. E o tempo foge
e mais do que a esperança leva o puro ardor.
Porque um só tempo é o nosso. E o tempo é hoje.
Ah se não ser é submissão ser é revolta.
Se a Dinamarca é para nós uma prisão
e Elsenor se tornou a capital da dor
ser é roubar à dor as próprias armas
e com elas vencer estes fantasmas
que andam à solta em Elsenor. (Manuel Alegre)
Ontem, num comício em Coimbra, Manuel Alegre juntou-se à campanha eleitoral para manifestar o seu apoio incondicional a José Sócrates e a um governo de esquerda do PS: a família socialista está unida na luta contra esses fantasmas do passado que regressam liderados por Manuela Ferreira Leite. O futuro de Portugal cabe a cada um dos portugueses: ou escolhem a via do não ser - a via do erro - e submetem-se aos caprichos desses velhos fantasmas que nos asfixiam ou optam pela via do ser - a via da verdade - e revoltam-se contra a capital da dor, roubando-lhe as armas para derrotar nas urnas o PSD ultraconservador e salazarento de Manuela Ferreira Leite. Esta decisão não pode ser adiada: hoje é o tempo certo para escolher a via do ser e votar no PS liderado por José Sócrates. Votar PS é votar no Ser; votar PSD é votar no Não-Ser. O caso do TGV clarifica essa diferença qualitativa: construir o TGV é optar pelo ser e pela modernização de Portugal; adiar eternamente a sua construção é escolher o não ser e o isolamento nacional. Só há uma escolha verdadeira: votar PS, votar SER um país moderno, desenvolvido, democrático e liberto dos fantasmas do passado que nos condenaram ao atraso, à asfixia social e à asfixia democrática. Manuela Ferreira Leite comporta-se como um zombie asfixiante que quer privatizar o ar que respiramos livremente!
J Francisco Saraiva de Sousa

16 comentários:

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Bem, quase fui tentado a fazer uma análise estética deste belo poema de Manuel Alegre, mas contive-me, lendo-o à luz do poema de Parménides adaptado à situação política portuguesa. Ser = Verdade = PS. Não Ser = Mentira = PSD. A escolha verdadeira é a Verdade: Vota PS. :)

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

O anti-espanholismo da Manuela Ferreira Leite inspirou os fascistas que a apoiam e eis uma guerra entre blogues espanhóis e portugueses que termina com a derrota dos últimos. Uma vergonha!

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Os clones cavaquistas envergonham Portugal, lançando os tugas burrecos e salazarentos para uma guerra ideológica para a qual não estão científica e filosoficamente preparados. Manuela Ferreira Leite já é responsável por esta humilhação nacional: ela só atrai burrecos e gente feia que invocam em vão o nome de Portugal.

Maldonado disse...

Realmente o neo-nazi não engana ninguém com a sua argumentação, a qual é tipicamente de extrema-direita.
Até já inventou uma teoria da conspiração maçónica para justificar os seus bitaites anti-espanhóis...
Falta de sexo e de vida própria dá nisso... :))

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Ya, e discute história de Portugal com um espanhol que conhece bem Oliveira Martins. Ele precisa por a pila de fora e dar-lhe uso! Pode ser que esqueça a história e a maçonaria!

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

E o espanhol responde ao homófobo:

"Espero que la actual crisis económica retrase el projecto de tren de alta velocidad unos cuantos años. No me parece que a España le sea de especial interés. En España es un tema del que simplemente NO se habla. Portugal no existe para los españoles, por así decirlo."

Os portugueses são mesmo miseráveis e o nosso problema nacional reside nesse facto.

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

O blogue espanhol é este:

http://aleon.wordpress.com/

De facto, os espanhóis ligam pouco a Portugal, ou melhor, aos portugueses, porque estes não são bem vistos pelos estrangeiros em geral devido à ausência de mente animada. Conversar com um tuga ou com um animal é a mesma coisa, porque reage através de reflexos condicionados do tipo oportunista e submisso; ladra atrás mas à frente é um criado. É preciso encarar a verdade de frente: o problema de Portugal são os portugueses. :(

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Ninguém leva a sério um português e geralmente os estrangeiros não desejam a sua companhia, porque o tuga é muito burreco e vazio, sem expressão. É por isso que os portugueses tendem a ser muito histéricos cá em Portugal, mas não são eles que se afastam dos estrangeiros; são estes que não querem a sua proximidade.

Aqui no Porto as coisas começam a mudar um pouco, mas ainda há muita miséria mental e cognitiva. :(

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

O português é um porco e, na Suiça, se virem alguém mijar na rua, esse indivíduo é fatalmente português. Mesmo à porta de casa, o tuga prefere mijar na rua, como se fosse uma besta irracional e porca. :(

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

A mulher portuguesa tende a ser uma vaca porca, ordinária, vulgar, gorda, histérica e muito burra. É um coiro! A verdade dói mas deve ser dita... :(

Maldonado disse...

1. Subscrevo o que dizes a respeito da atitude do típico tuga emigrado.
Lá fora somos muito mal vistos por causa de alguns cromos que não sabem estar...
Quando estive em Madrid reparei que os madrilenos não tinham boa impressão de nós...

2. Pelos vistos o neo-nazi é o prof Marcelo da extrema-direita, para andar a debitar sentenças sobre tudo e mais alguma coisa...

Tiago r disse...

«o problema de Portugal são os portugueses.» se o deus das viagens quiser, daqui a uns dias passarei três meses na Alemanha! e quem sabe o depois!...

Gostava de contribuir com o meu voto, tencionando mesmo abdicar do meu tradicional voto em branco, contra o vil PSD, mas acho q já cá ñ estarei na data... Não haverá outro meio?

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Tiago

Sim, acho que se pode votar por outros meios, pelo menos, eles existem e, nestas eleições, é preciso derrotar esta direita gorda e feia! :)

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Maldonado

O Marcelo Rebelo de Sousa entrou ontem na campanha do PSD, apelando ao voto útil no PSD: está a estragar a vida do Paulo Portas ou, pelo menos, tenta, sendo seguido pelo neo-nazi. Aliás, a Manuela Ferreira Leite é de tal modo salazarenta que atrai o voto dos neo-nazis - mais um facto para não se votar no PSD ultraconservador e retrógrado.

Tiago r disse...

vou investigar, obrigado :)

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Manuela Ferreira Leite representa a extrema-direita: a maior parte do partido não se identifica com ela e espero que os moderados votem no PS para evitar a subida da extrema-direita perigosa ao poder.