quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Sondagem: PS ganha avanço sobre o PSD


O PS dispõe de um avanço de seis pontos percentuais sobre o PSD, de acordo com sondagem realizada pela Universidade Católica para o JN, o DN, a RTP e a Antena 1 (Veja aqui.):
PS - 38%.
PSD - 32%.
BE - 12%.
CDU - 7%.
CDS - 7%.
A Direita tem sede sanguinária do poder, mas esta sondagem mostra que o povo português anseia por uma clara viragem à Esquerda. Depois de uma campanha maquiavélica montada pela Direita contra José Sócrates, os debates foram decisivos para desfazer os fantasmas forjados por mentes sedentas de poder. Os portugueses não são idiotas culturais, como pensa a Direita dirigida por Manuela Ferreira Leite: o povo português sabe o que é a ditadura e a pobreza. Os portugueses acordaram para fazer justiça à obra magnífica criada pelo governo de José Sócrates. A continuação dessa obra que nos liga - via TGV - ao centro da Europa e ao mundo desenvolvido depende da concentração dos votos no PS: votar no Bloco de Esquerda ou no PCP (CDU) é desperdiçar votos para a Direita salazarenta, aquela que nos governou sem ter coragem para fazer as reformas necessárias para a modernização de Portugal. Com José Sócrates Portugal ficou inegavelmente mais moderno e mais seguro do que deseja fazer para conquistar o futuro. Votar PS é votar no futuro de Portugal e no seu progresso, sem correr o risco de regressar aos tempos sombrios do salazarismo.
J Francisco Saraiva de Sousa

7 comentários:

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Vota PS, evidentemente, porque o novo governo de José Sócrates terá uma agenda mais social e cultural, ao mesmo tempo que consolida, melhora e aprofunda as reformas em andamento. :)

Sr disse...

Vota PS

http://www.umpresidenteparagaia.com/CandidaturaDeliberacao.aspx





PS: (ate o post scriptum faz apelo ao voto PS LOL)
ao q um anarca chega pra ver sair o menezes tsc tsc

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Quanto às eleições autárquicas, não me pronuncio, porque nelas se joga o destino do Porto e, tal como Menezes ou Rui Rio, não quero ver o Red Bull Air Race ser deslocado para Lisboa! Defendo a regionalização e a luta contra Lisboa. E, caso o país não queira a regionalização, o Porto deve negociar a sua autonomia. Não quero ver o Porto subjugado por Vigo por causa dessa prostituta chamada Lisboa. Lutar contra esta maldição é um imperativo! :)

Sr disse...

bah, a verdade mesmo é q me tou a cagar pra todo este anedotário politico e de visao do mundo, mm esse joaquim couto parece-me um daqueles arrivistas fast-self-made man movidos mais pela ambição q por um projecto intelectuamente esclarecido.
Fico na minha => Nietzsche - Foucault - Bataille - Deleuze- Debord - Baudrillard.
Sendo q este li-o outrora apressadamente e so recentemente venho a constatar tda sua genialidade e visionarismo - directamente devedora, aliás, de nietzsche.*

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Sr

Acho que não compreendi o alcance deste seu último comentário, mas a linha que segue tem afinidades com o fascismo... :(

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Sr

Além disso, é muito difícil agrupar todos esses autores sob uma mesma designação: essa classificação é ilusória e falsa.

Portanto, aguardo o esclarecimento da tese que defende e do modo como articula esses autores desiguais. :)

Sr disse...

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Sr

Acho que não compreendi o alcance deste seu último comentário, mas a linha que segue tem afinidades com o fascismo... :(


Blogger J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Sr

Além disso, é muito difícil agrupar todos esses autores sob uma mesma designação: essa classificação é ilusória e falsa.


huehuehe, com o fascismo?? ainda tá com aquela noia dos "irracionalismos", é?
Bem, se no meu comentario falei em "intelectualmente esclarecido", suponho q a razão de ser da sua observação se prenda mesmo com o fio-condutor q os pensadores q mencionei ainda hj, erradamente, suscitam...


1º Não só não é falsa e ilusória a conexão q se possa estabelecer entre eles, como até são eles proprios q a reinvindicam e a reconstroem explicitamente.


2º Politicamente, todos eles se podem incorporar na imensa tradição do pensamento filosofico do individualismo critico e anarquista.
Mesmo Nietzsche quando critica os anarquistas, faze-o sobretudo dirigindo-se áquela linha de anarquismo sindicalista e programaticamente socializante, e não no puramente individualista e desinteressadamente libertário.


3º A articulação entre eles? Bem, básicamente é só remetermo-nos ao pp pensamento de nietzsche e às suas principais vertente: genealogia e questionamento do niilismo; problema da linguagem e da fil do sujeito; critica da modernidade.
Claro que na sequencia destas surgem outras extremamente importantes(ex heidegger e a sua ontologia; foucault e a sua analise do poder; Bataille com a noçao de despesa; baudrillard com a simulação e analise mediatica; até artaud..), mas, básicamente, creio que todos eles bebem dos 3 eixos criticos fundadores e de articulaçao critica q referi atrás.





Queria tb pedir desculpa por ter fraquejado e ter sugerido votar PS => FUCK YALL!!!


>:>